Tuesday, 20 de October de 2020
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube

Reestruturação: Adolescentes da Funac participam de atividades que incentivam a ressocialização

Cerca de 230 jovens cumprem medidas socioeducativas nas oito unidades de ressocialização mantidas pelo Governo do Maranhão

Com a reestruturação realizada na Funac, os adolescentes têm acesso a ações de ressocialização. Foto: Handson Chagas

Com a reestruturação realizada na Funac, os adolescentes têm acesso a ações de ressocialização. Foto: Handson Chagas

“Sei que estou aqui por um erro e assumo isso. Vou pagar pelo que fiz e sair daqui de cabeça erguida, sem dever nada para ninguém”, a declaração é de um jovem de 18 anos de idade que cumpre medida socioeducativa no Centro de Juventude Eldorado, em São Luís. O depoimento demonstra o trabalho de ressocialização que atualmente é desenvolvido nas unidades da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop).

Desde 2015, foi iniciado um processo de restruturação do atendimento nas unidades da Funac, com foco na ressocialização dos adolescentes e, também, na garantia de condições de trabalho aos servidores das unidades. Hoje os adolescentes participam de ações de ressocialização com aulas de escolarização, música, capoeira e hip-hop, além de terem acesso a atendimento médico e odontológico.

Ao todo, 233 jovens são atendidos nos oito Centros de Juventude mantidos pelo Governo do Estado nas cidades de São Luís e Imperatriz. Na capital estão localizados o Centro de Juventude Canaã, Centro de Juventude Florescer, Centro de Juventude Eldorado, Centro de Juventude Nova Jerusalém e Centro de Juventude Alto da Esperança; já em Imperatriz, estão localizados o Centro de Juventude Cidadã e o Centro de Juventude Semear.

Há 20 anos trabalhando em unidades de ressocialização do Estado, o diretor do Centro de Juventude Eldorado, Alessandro Farias, explica como funciona os estágios de avanço dos internos com base na metodologia indicada pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase). “Cada jovem tem seu tempo de adaptação e entendimento desse momento de suas vidas. Não forçamos nada. Aos poucos os internos vão entendendo que a passagem pelo Centro é necessária para que consigam galgar novos rumos para suas vidas e a Funac cumpre o seu papel de oferecer meios para isso”, esclarece.

Exemplo da forma como pode ocorrer o envolvimento com as atividades é o caso de um adolescente de 16 anos que está há 20 dias no Centro de Juventude Eldorado e já participa das atividades socioeducativas. “As aulas de violão ajudam a ocupar o tempo e a ter esperança de sair do Centro e procurar o melhor caminho. Além disso, também pratico capoeira e estou acompanhando as aulas”, afirma o jovem que é natural da cidade de Lago da Pedra.

Os adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas também podem participar de atividades profissionalizantes, realizadas por meio de oficinas de iniciação profissional como marcenaria, reciclagem, padaria e também cursos em parceria com o ‘Sistema S’ e de empresas privadas.

As atividades desenvolvidas fazem parte da implementação da cultura de paz, que incentivam os jovens ao diálogo, criando oportunidades para que envolvidos em possíveis conflitos conversem e identifiquem suas necessidades não atendidas a fim de restaurar uma relação de entendimento entre todos.

Metodologia

De acordo com a metodologia do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), o Centro de Juventude Eldorado é classificado como de ‘Fase Inicial’. O Sinase coordena a execução da política nacional de atendimento socioeducativo e estabelece as diretrizes nacionais de atuação. Com base na metodologia, a primeira fase corresponde ao acolhimento dos internos, o que inclui a adaptação e direcionamento para que os jovens se encaixem em suas áreas afins e passem para as próximas fases, que são a ‘Fase Intermediária’ e a ‘Fase Conclusiva’.

Melhorias na Funac

Presidente da Funac, Elisângela Cardoso, destaca os investimentos que atualmente são realizados na Fundação. Foto: Handson Chagas/Secap

Presidente da Funac, Elisângela Cardoso, destaca os investimentos que atualmente são realizados na Fundação. Foto: Handson Chagas/Secap

Em 2015, o Governo do Estado lançou um pacote de ações e investimentos para a valorização dos servidores e melhorias no atendimento socioeducativo dos internos. “O governador Flávio Dino dobrou o orçamento da Funac em 2015 e já garantiu a mesma quantia para o ano de 2016, isso reafirma que a ressocialização dos jovens que cumprem medidas socioeducativas nos centros é uma prioridade deste Governo”, ressalta a presidente da Funac, Elisângela Cardoso.

Além de mais investimentos, o Governo também garantiu a requalificação salarial dos servidores comissionados e contratados, que passaram a receber quase o dobro de seus vencimentos. Girlene Vieira é pedagoga e há quatro anos exerce a função de coordenadora técnica do Centro de Juventude Eldorado. “Além do benefício financeiro, as melhorias são visíveis nas unidades. A estrutura adequada também reflete e contribui para o resultado do nosso trabalho”, afirma a coordenadora.

Para equiparar os salários mais defasados, levando em consideração as funções desempenhadas pelos servidores, o organograma da Funac foi reorganizado e todas as unidades de atendimento passaram a ter níveis de gestão de diretoria, vice-diretoria, coordenadoria de alimento e higiene, coordenadoria técnica, coordenadoria de segurança e supervisão de plantão.

Seletivo

Dentre as melhorias em curso, está a elaboração do Plano de Cargos, Carreira e Salários da categoria e a realização de um seletivo para cargos de nível fundamental, médio e superior. “Estamos montado nosso seletivo para que consigamos, de maneira célere, atender às demandas das unidades. O processo, passa agora pela fase de formatação do edital e, em seguida, parte para a publicação”, explicou a presidente da Funac, Elisângela Cardoso.

Reportagem: Fabiana Akira

Sítio Eletrônico desenvolvido pela © SEATI - Secretaria Adjunta de Tecnologia da Informação e Inovação | www.seati.ma.gov.br